ARTIGOS CIENTÍFICOS

***************** em atualização*******************

TRÁFICO DE PESSOAS, VALORES E PROSTITUIÇÃO – MONOGRAFIA de Nathalia Justo. Bacharel em Relações Internacionais pela UNESP-Franca e integrande do MIGREPI – Grupo de estudo e Pesquisa em Migrações Internacionais. justonathalia@gmail.com

Tráfico de pessoas: da Convenção de Genebra ao Protocolo de PalermoAutora: Ela Wiecko V. de Castilho

A Bela Adormecida: estudo sobre prostituição e tráfico de mulheres – Psicologia & Sociedade. Autoras: Concimar da Silva Lopes – concisl@hotmail.com ; Ionara Vieira Moura Rabelo – ionaravmr@yahoo.com.br ; Rosely Pereira Barbosa Pimenta – roselypimenta@hotmail.com

Fútbol: Tráfico de niños, un negocio redondo – Revista Colombiana Gato Pardo. Autor: Diego Graciano. Jornalista independente Argentino. Trabalhou na Editorial Perfil de Buenos Aires, conduziu um programa esportivo na TV argentina e atualmente escreve para diversos meios. Contato: diego_graciano@hotmail.com

8 Comments

  • Olá!
    Achei muito interessante o artigo de Ela castilho, mas por tratar-se de um artigo cientifico deveria trazer maiores informações sobre a autora. Gostaria de utilizar alguns trechos mencionados no meu projeto de mestrado e no formato em que foi publicado isso não será possível. Seria possível pôr as informações complementares?

    Atenciosamente,
    Patricia

  • Olá Patrícia!

    Como você pode ver nesta página, eu coloco logo acima "Em atualização", pois não tenho todo o tempo que gostaria para me dedicar à atualização do blog, e ele ainda está em construção, apesar de já está sendo bastante acessado.
    Sobre o artigo da Ela Wiecko, eu o coloquei no mesmo formato que o consegui, mas, o "original" você pode conseguir no site da Procuradoria Geral da República, e lá você ainda poderá encontrar outros artigos muito interessantes: http://pfdc.pgr.mpf.gov.br/publicacoes/artigos

    Para quem não sabe, Ela Wiecko é Subprocuradora-Geral da República, em Brasília, e Procuradora Federal dos Direitos do Cidadão – coordena as atividades dos procuradores da cidadania em todo o País nas questões relacionadas aos direitos constitucionais da pessoa humana (desde abril/2004). É Bacharel em Direito pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1967-1971). É Mestre em Direito Público, pela Universidade Federal do Paraná (1972 1987) e Doutora em Direito, pela Universidade Federal de Santa Catarina (1996). Tem treinamento em Direitos Humanos pela ONU (Genebra/Suíça -1992) e aprimoramento em Direito Ambiental pela Faculdade de Direito e Ciências Econômicas de Limoges (França – 2001).

    Espero ter ajudado.

    Um abraço:

    Daniela Alves

  • Olá Daniela.
    parabéns pelo blog, gostei bastante. muito útil para mim que estou elaborando um TCC sobre Trafico de mulheres para fins exploração sexual…

    Grande abraço
    Ir. Graça

  • Olá Graça,

    Obrigada pelo comentário. Em breve colocarei mais materiais. Gostaria de poder me dedicar mais ao blog, mas aos poucos vou aperfeiçoando.

    Grande Abraço:

    Daniela Alves

  • Ola Daniela,

    Parabens pelo blog, e fantastico!

    Eu moro em Londres e atualmente faço estagio no POPPY Project, uma programa que da assistência e moradia a mulheres vítimas do tráfico para exploração sexual para o Reino Unido. Esse projeto é financiado pelo Home Office e é o principal no país. No entanto, até hoje nunca recebemos Brasileiras no programa. A situação é um tanto intrigante, uma vez que há muitos imigrantes ilegais Brasileiros por aqui.

    Eu gostaria de saber se você tem alguma informação sobre tráfico de Brasileiras para o Reino Unido e se conhece alguma organização com a qual eu poderia entrar em contato para tentar entender melhor esse fenômeno e também divulgar o projeto.

    Atenciosamente,

    Renata Pires

    • Olá Renata!

      Obrigada pela sua visita no blog!

      Bom Renata, em primeiro lugar, você tocou em um ponto interessante!

      Você mesma afirma que há muitos imigrantes ilegais brasileiros no Reino Unido, mas isso não quer dizer que são "vítimas" do tráfico de pessoas; como você mesma deve saber, isso é tipificado como contrabando de pessoas. Entendo a relação que você está fazendo entre o contrabando e o tráfico de pessoas, mas no caso do Reino Unido, como você mesma disse, a insidência maior é a de imigrantes ilegais, no caso, trabalhadores ilegais.

      O Reino Unido não se encontra entre os 10 primeiros destinos das mulheres brasileiras para fins de exploração sexual como demonstrado pela PESTRAF: 1° Espanha; 2° Holanda; 3° Venezuela; 4° Itália; 5° Portugal; 6° Paraguai; 7° Suíça; 8° EUA; 9° Alemanha; 10° Suriname.

      Mas, uma coisa que pode estar acontecendo, é que essas "vítimas" brasileiras podem não estar chegando ao programa de vocês, pela dificuldade de se tipificar a existência do Tráfico Humano, que por muitas vezes, acabam passando por imigrantes ilegais ao invés de vítimas do tráfico de mulheres para fins de exploração sexual.

      Apesar do Reino Unido ser o destido mais para os trabalhadores ilegais do que para o tráfico de mulheres, é realmente incrível vocês ainda não terem atendido nenhuma brasileira, logo, a única explicação plausível é a que dei logo acima.

      De qualquer forma, por e-mail vou te enviar um contato de uma pessoa que trabalha na Anti-Slavery International, que também encontram-se no Reino Unido, será interessante você conversar com eles, ok?

      Um grande abraço,

      Daniela Alves

  • Oi, estou no 2 período de Serviço Social e farei pela primeira vez um artigo cientifico. Gostaria de falar sobre a exploração infantil e queria algumas dicas sua.
    Aguardarei suas dicas….
    Obg!!!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: